Skip to content

9 Lutas das esposas de pastor

02/09/2013

mulher do pastor

* Esse artigo foi escrito para pastores, entretanto, está sendo publicado aqui para que possamos entender melhor e cooperar com as esposas de nossos pastores, tornando o seu fardo mais leve e ajudando-lhes a vencer essas lutas.

“Ministério é um modo de vida que nos obriga constantemente a nos dedicarmos aos outros, sacrificando o nosso tempo, recursos e emoções. É uma vida que requer abnegação ao servirmos outros. E se não tivermos cuidado, ela pode nos deixar vazias, desanimadas e machucadas” (Cara Croft).

Nós, pastores, seríamos sábios em ler novamente a última linha. São palavras sábias, que nos foram dadas por Cara Croft, co-autora, juntamente com seu esposo, Pr. Brian, do importante novo livro The Pastor’s Family: Shepherding Your Family Through the Challenges of Pastoral Ministry (A Família do Pastor: Pastoreando Sua Família Através dos Desafios do Ministério Pastoral).(Infelizmente este livro ainda não foi editado em português). É o manual que esperávamos para nos ajudar a pastorear nossa família com o mesmo cuidado e entusiasmo que pastoreamos nossas igrejas.

Thabiti e Kristie Anyabwile dizem que, “os pastores e suas famílias precisam de um livro como este… que fala das diversas exigências e expectativas que eles enfrentam e fornece orientação centrada no evangelho e focada na família”. E bem no centro há uma seção inteira sobre as exigências, expectativas e lutas que sua esposa encara.

Você conhece as lutas da sua esposa enquanto esposa de pastor? Porque se você ignora as lutas reais que sua companheira suporta enquanto está ao seu lado no ministério, ela ficará “vazia, desanimada e machucada”.

Deixei Brian fazer algo mais que falar nas duas últimas semanas (aqui e aqui). Então, eu pensei que poderia deixar Cara compartilhar. De modo útil, Cara identificou (ao menos) 9 lutas, que seria sábio memorizá-las e meditar por uma questão de servir às nossas ajudantes, enquanto elas fielmente servem conosco no ministério.

Se você é esposa de pastor, quais são as dificuldades que você encontrou ao apoiar e servir com seu esposo? Considere compartilhar sua história na seção de comentários.

9 Lutas das Esposas de Pastor

Aqui está algo do que Cara diz sobre nove lutas enfrentadas por uma esposa de pastor.

1) Lidar com Expectativas Irrealistas

A lista de expectativas para as esposas de pastores liderarem, participarem e cumprirem é interminável: ministério infantil, eventos da igreja, todos os serviços de culto, chás de bebê, funerais, casamentos, liderar pequenos grupos, hospedar missionários, e assim por diante. Cara escreve: “Uma vez uma esposa de um pastor me disse que a esposa do pastor deveria ser vista, mas isso não significa que nós temos que ‘fazer tudo”

2) Lutar Contra a Solidão

Embora o pastor e sua esposa sejam conhecidos por muitas pessoas, “há muito, muito poucas pessoas que realmente ‘sabem’ quem realmente somos”. Algo como acontece com o presidente e sua esposa. Devido a essa e outras razões, “é difícil escapar do fato de que a esposa do pastor pode ser muito solitária”

3) Ignorada, Esquecida

“…os ministérios dos nossos esposos são públicos e visíveis. Eles estão na frente do povo, pregando ou ensinando. Enquanto isso acontece, muitas vezes estamos no berçário ou nos bancos, tentando manter nossos filhos quietos. Enquanto os esposos estão fora em reuniões e na comunhão com outros membros, frequentemente estamos presas em casa com filhos doentes! Nossas necessidades e nossas contribuições para a família e para a igreja tendem a passar despercebidas”

4) Aprender a Lidar com as Críticas

Cara diz que lidar com as críticas tem sido um dos seus maiores desafios: “Mas não é a crítica dirigida a mim que é difícil – é quando as pessoas criticam meu marido ou meus filhos”. Quer as críticas sejam sobre os sermões, a liderança, a direção da igreja ou qualquer outra coisa, lidar com ela é difícil para a esposa do pastor.

5) Um Calendário Exigente

Cara descobriu que o ministério pastoral em tempo integral não é tão diferente da vida de um médico: “O médico de minha família e eu frequentemente nos condoemos quando discutimos as semelhanças entre nossas vidas e as programações caóticas que administramos” . Sabemos disso e eles também: Pastores realmente não têm um dia de folga, e isso é difícil para as famílias.

6) Questões de Confidencialidade

Cara pontua de maneira útil que, quando compartilhamos informações com as nossas esposas sobre questões sensíveis da igreja – sobre a organização, as pessoas e as famílias – a tentação de compartilhar essas informações com os outros aumentará na medida em que o conhecimento dos assuntos aumenta.

7) Você Não Tem Que Ser um Gigante Teológico

Aqui estão sábias palavras de Cara: “É importante para mulheres estar na Bíblia, aprendendo as Escrituras. Precisamos estudar a Palavra de Deus, mas não temos que ser gigantes teológicos só porque estamos casadas com um pastor”. E pastores, saibam que existe uma pressão para que nossas esposas tenham as respostas teológicas que as pessoas estão procurando em nós.

8) Evite os Estereótipos

Todas as esposas de pastor possuem certas ideias sobre o que deveriam ser: “Tais ideias alimentam as expectativas que existem e colocamos em nós mesmas, bem como as que são colocadas sobre nós pela igreja. Precisamos lembrar que cada ministério é único e cada casamento é único, e Deus tem nos dotado de maneira singular para a posição e papel em que estamos inseridas”

9) Lutar as Batalhas Espirituais

Sabemos que a nossa luta não é contra “carne e ossos”, mas, sim, contra o próprio Satanás. E o ponto é que nossas esposas estão nessa mesma batalha assim como nós. Isso significa que elas necessitam estar em guarda e tomar medidas para vestirem toda a armadura de Deus e lutar. Isso também significa que o inimigo se voltará contra elas com a tentação, depressão, desânimo, e toda uma série de coisas que tentará derrotá-las, a fim de também nos derrotar.

A Alegria em Ser uma Esposa de Pastor

Esta é uma seção dura, especialmente se a sua resposta for “Mas, eu não tinha ideia!” Porém, enquanto Cara deseja nos ajudar a entender e reconhecer as grandes lutas que nossas esposas travam, ela também reconhece que esse papel traz muitas alegrias:

“Antes de qualquer coisa, estamos casadas com um pastor! Sim, eu sei que pode parecer óbvio, mas isso pode trazer alegria profunda. Estamos casadas com alguém que é duplamente responsável por cuidar das nossas almas, e nós temos a alegria e a bênção de ministrar a um dos servos escolhidos de Deus de uma forma única e especial. Nós providenciamos um lugar de refúgio e descanso para estes homens de Deus. Temos que incentivá-los em seu trabalho, colher dos seus conhecimentos e experimentar do seu cuidado em primeira mão”.

As possibilidades são de que nossas esposas se sintam da mesma forma! Por ser casada com um pastor as possibilidades de sua esposa são enormes. Que ela esteja extremamente feliz em oferecer um lugar de refúgio, conforto, paz, encorajamento e conselho para o seu importante papel.

Ou talvez não. Especialmente se um ou mais dos nove pontos acima estão sendo deixados sem solução e sem cuidado. Eu não sei quanto a vocês, mas desejo que esse papel seja para minha esposa uma alegria, não um fardo.

Mas isso acontecerá apenas quando estivermos conscientes e formos solidários às genuínas exigências e lutas que nossas esposas, a quem Deus designou como nossas ajudadoras no ministério, enfrentam.

Para finalizar, Brian Croft escreveu: “Pastores, vocês precisam entender que a mulher que dorme ao seu lado todas as noites e partilha a vida é aquela a quem Deus, em sua providência, apontou como sua esposa e companheira no ministério”. Isso significa que você não somente deve “incentivar sua esposa a abraçar esse papel”, mas também deve incentivá-la e apoiá-la em meio às lutas que vêm com esse papel.

Eu sei que eu vou, agora que tenho uma maior apreciação por tais lutas.

Por: Jeremy Bouma* Esse artigo foi publicado originalmente no Engaging Church, traduzido pelo Pr. Alan Alexandrino e publicado em português no blog Cristão Reformado sob o nome “9 lutas envolvidas em ser esposa de pastor que todo pastor deve conhecer”. Reproduzido aqui por autorização do tradutor.

** Jeremy Bouma é pastor na Evangelical Covenant Church no Oeste do Michigan. Ele é o fundador do site THEOKLESIA, de conteúdo dedicado a ajudar a igreja do século 21 a redescobrir a fé cristã histórica, possui Mestrado em Divindade (MDiv) e Mestrado em Teologia (ThM), e escreve sobre fé, vida e tudo em http://www.jeremybouma.com.

Anúncios
No comments yet

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: